Kim Jong-un Participará De Encontro Histórico Com Presidente Da Coreia do Sul

Kim Jong-un está prestes a se tornar o primeiro líder norte-coreano a cruzar o território sul-coreano desde 1953, quando teve início a Guerra da Coreia. O presidente Moon Jae-in, da Coreia do Sul, vai se encontrar pessoalmente com Kim na fronteira entre os dois países nesta sexta-feira (27).

O encontro acontecerá porque a Coreia do Norte estaria disposta a abandonar suas armas nucleares. Apesar de Kim Jong-un estar determinado a cruzar a fronteira, ele permanecerá dentro da zona desmilitarizada.

Seul, capital da Coreia do Sul, alertou que chegar a um acordo nesse quesito será “difícil”. E isso porque a tecnologia nuclear da Coreia do Norte avançou muito na última década.

O porta-voz da Coreia do Sul, Im Jong-seok, declarou:

“A parte difícil é em que nível os dois líderes serão capazes de chegar a um acordo sobre a disposição de desnuclearização”.

A reunião é resultado de meses de melhoria das relações entre as duas Coreias.

Coreia do Norte e Estados Unidos

O encontro entre as Coreias vai abrir caminho para uma reunião planejada entre Kim e Donald Trump, que deve acontecer em junho.

O presidente dos Estados Unidos declarou em entrevista à Fox News que a data ainda não foi definida. No entanto, segundo ele, já há três ou quatro dias sendo considerados para que o encontro possa acontecer. Mesmo assim, Trump não está otimista.

Testes nucleares suspensos

Na semana passada, Kim anunciou que interromperia os testes nucleares por um tempo. A medida foi bem recebida tanto pela Coreia do Sul quanto pelos Estados Unidos.

Outro tópico que deve se abordado diz respeito a um possível caminho para a entre os dois países. Dessa forma, seria possível encerrar formalmente a Guerra da Coreia, que teve início nos anos 1950.

A Coreia do Sul e os Estados Unidos também anunciaram que estão suspendendo exercícios militares por um dia para que a cúpula aconteça.

Como a cúpula se desdobrará

Cada detalhe desse encontro histórico foi planejado com precisão, desde o horário até o cardápio do jantar. Moon se encontrará com Kim e sua delegação de nove oficiais na fronteira entre os dois países.

Guardas de honra sul-coreanos escoltarão os líderes para uma cerimônia de boas-vindas em uma praça em Panmunjom, um complexo militar na zona desmilitarizada entre as duas Coreias.

As conversações oficiais entre Moon e o Kim começarão às 10:30, hora local na Casa da Paz em Panmunjom.

Depois dessa primeira sessão, a delegação do Norte voltará para seu lado da fronteira para almoçar. À tarde, no entanto, eles voltam a se reunir. Em uma cerimônia, Moon e Kim plantarão um pinheiro usando terra e água dos dois países, para simbolizar paz e prosperidade.

Após o plantio de árvores, eles caminharão juntos antes de iniciar a próxima rodada de negociações. A reunião será concluída com os líderes assinando um acordo e entregando uma declaração conjunta antes do jantar.

Detalhes do jantar

O banquete será realizado no lado sul e, para isso, um menu foi planejado em detalhes.

Kim Jong-un será servido no prato de batata suíça rösti – um aceno para seu tempo estudando na Suíça – junto com o prato típico de macarrão frio do norte e um licor norte-coreano.

Depois do jantar, as delegações vão assistir a um vídeo chamado “Spring of One”. Em seguida, Kim e a delegação do Norte devem voltar para casa.

Kim será acompanhado por nove funcionários, incluindo sua irmã, Kim Yo-jong, que liderou a delegação do Norte nas Olimpíadas de Inverno na Coreia do Sul.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *